21 de abr de 2009


XIX


Não tem mais lar o que mora em tudo.

Não há mais dádivas

Para o que não tem mãos.

Não há mundos nem caminhos

Para o que é maior que os caminhos

E os mundos.

Não há mais nada além de ti.

Porque te dispersaste . . .

Circulas em todas as vidas

Pairas sobre todas as coisas

E todos te sentem

Sentem-se como a si mesmos

E não sabem falar de ti.



Cecília Meireles
In: Cânticos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito grata por seu comentário, ele é muito importante para nós!

Seja bem-vindo. Hoje é